Delta e Top Motors fazem um jogo movimentado (Bruno Chumbinho, 23/11/09)

Delta e Top Motors, fizeram um jogo bastante movimentado e de bom nível técnico neste domingo no campo do Reinaldo. Melhor para a equipe branca que, demonstrando mais eficiência, acabou goleado o Aurinegro por 4x1.

Antes de o jogo começar o Delta viveu um drama constante neste segundo semestre: o goleiro Rodrigo não compareceu e a equipe foi obrigada a improvisar um goleiro. A diretoria ainda aguarda uma justificativa do guarda metas perante mais uma ausência. Glaysson já havia sido a solução para este problema, com grandes participações, em outros jogos. Desta vez a tarefa ficou com Gelson e o zagueiro deu conta do recado. Gelson mostrou frieza e bom posicionamento e fez importantes defesas no decorrer do jogo.

O jogo começou bastante equilibrado com boas trocas de passes de ambos os times. Cada lado teve algumas chances de perigo, mas as defesas estavam atentas. O único gol do primeiro tempo saiu em uma cobrança de falta perfeita e indefensável para o Top Motors.

Logo nos minutos iniciais do segundo tempo a equipe branca aumentou o placar em uma cobrança de escanteio. Havia sete Aurinegros dentro da área contra apenas três jogadores do Top Motors, mas a marcação do Delta foi bisonha e o atacante adversário, livre de marcação não teve dificuldades em empurrar a bola para o fundo das redes.

A reação do Delta veio logo em seguida em uma envolvente troca de passes. Roberto serviu Cazu que tocou na saída do goleiro para diminuir o placar. O Aurinegro se animou e cresceu no jogo. O próprio Cazu quase empatou a partida após bela jogada individual. A equipe criou várias chances, algumas delas claríssimas, mas seus atacantes não estavam em tarde inspirada.

Na metade do segundo tempo foi a vez do juiz aparecer no espetáculo. Primeiro ele deu um pênalti inexistente após o jogador do Top Motors se jogar dentro da área, a marcação revoltou o zagueiro Chumbinho que foi punido com cartão amarelo por reclamação. A penalidade foi convertida pelo Top Motors. Minutos mais tarde, tentando se redimir, o juiz marcou outro pênalti inexistente, desta vez para o Delta. Mas Brasil desperdiçou a cobrança.

O cansaço castigou as equipes e o ritmo da partida ficou mais cadenciado. Melhor para o Top Motors que ainda fez seu quarto gol após uma bela enfiada de bola. O atacante da equipe branca ainda driblou o goleiro Gelson antes de mandar a bola para o fundo das redes. O Delta sofre mais uma goleada, mas pelo menos desta vez, a equipe demonstrou um bom futebol.