Tonalama vence e assume a liderança do grupo B.        (Bruno Chumbinho 11/10/08)

Um gol de bicicleta deu a vitória ao Tonalama e tirou o Delta da liderança do grupo B. O Aurinegro agora divide a vice-liderança com o Bad Boys e o Braúnas.

Em um primeiro tempo bastante equilibrado, as duas equipes exerceram uma marcação muito eficiente, as defesas levando a melhor no duelo contra os ataques. Os dois gols do primeiro tempo saíram de pênaltis questionáveis. O primeiro foi a favor do Tonalama, em um lance rápido dentro da área. Chumbinho entrou de carrinho e, nitidamente, acertou a bola, o juiz não hesitou em marcar a infração e advertir o zagueiro Aurinegro com um cartão amarelo. O gol sofrido não abateu os jogares do Delta e o empate veio em seguida em uma penalidade sofrida por Salsicha e convertida por Geisiel.

O empate deixaria o Delta na liderança isolada do grupo. Talvez por esta razão, o Aurinegro voltou para a etapa final mais recuado. O Tonalama cresceu no jogo e passou a pressionar desde os primeiros minutos. A equipe Aurinegra se defendia, e contava também com a sorte, o Tonalama já havia acertado uma bola na trave de Garotinho e criado inúmeras outras oportunidades.

O castigo viria aos 37 minutos, após cobrança de escanteio. Um bate- rebate até que a bola sobrou nos pés do camisa 10 da equipe Tonalamense. Uma bicicleta venceu a resistência do Delta e decretou números finais à partida.

O Delta ainda partiria em busca do empate nos minutos finais. Um chute de Renan e uma cabeçada de Brasil quase empataram a partida.

 

Com poucos jogadores e pouco futebol, Delta fica no empate com AM. Velez. (Bruno Chumbinho 18/10/08)

Não foi o jogo que a torcida do Delta esperava. Com um time cheio de desfalques e apenas 10 jogadores do elenco (2 jogadores foram chamados em cima da hora para suprir as ausências), o Delta fez uma partida de baixo nível técnico e ficou no empate com o AM. Velez.

O jogo começou com as duas equipes se estudando. O Delta conseguiu até criar algumas chances, porém sem muito êxito. O AM. Velez aproveitava as falhas no meio de campo e defesa para criar seus melhores momentos. Após escanteio a defesa do Delta ficou parada e Warley sozinho dentro da área teve tempo de dominar e abrir o placar para o time laranja.

O Delta prometeu voltar para o segundo tempo menos apático, e isso de fato aconteceu, o Aurinegro passou a pressionar, mais na vontade do que na técnica. A estratégia deu certo, o time conseguiu empatar com um gol de Aurélio com um toque tranqüilo na saída do goleiro do Velez.

O Delta parecia ter achado um caminho para construir a vitória, mas Fernandes foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. O lateral Aurinegro teria dito a expressão “dá nele” pedindo que a bola fosse passada a outro jogador, o juiz interpretou a frase como uma incitação à violência e mandou Fernandes mais cedo para o chuveiro.

Minutos depois André Zaneti deixaria o campo contundido no tornozelo direito. O Delta não tinha jogadores disponíveis no banco e continuou a partida com apenas 9 em campo. O AM. Velez partiu para cima. Coube ao Delta apenas se segurar até o final do jogo.

O empate acabou sendo um bom resultado pela situação do jogo, mas foi ruim para as pretensões de classificação da equipe.