Delta vence, respira e entra no G8 (Bruno Chumbinho, 26/04/10)

Para lavar a alma, para virar a página, para tirar todo o peso das costas. Este foi o sentimento no vestiário Aurinegro após a vitória deste domingo sobre o Engenhão. O Delta soube se impor, mostrou garra e bateu o adversário por 3x1.

O jogo começou, e a história das partidas anteriores parecia se repetir, quando logo no primeiro lance de perigo a zaga do Delta falhou. A bola sobrou para o avante do Engenhão que acertou um chute indefensável da entrada da área. Mas o Aurinegro não se abateu, o time foi pra cima do Engenhão. Cazu lançou Douglas, que com um toque passou pelo marcador, avançou e tocou com classe na saída do goleiro para empatar a partida.

Na seqüência veio o lance mais polêmico da partida: o atacante do Engenhão entrou na área e, na disputa de bola, se desequilibrou. Na queda o jogador do time laranja tocou a mão na bola. O lance seguiu e o atacante finalizou para as redes do Delta. O gol chegou a ser validado pelo árbitro. Mas o bandeira, atento, observou a irregularidade do lance. Obedecendo a seu auxiliar o juiz voltou atrás e anulou o gol causando revolta dos atletas do Engenhão.

O jogo ficou muito disputado e alguns lances mais violentos ocorreram. Em um deles, Buiu tentou acertar um chute em Cazu. O jogador do Engenhão sequer foi repreendido pela tentativa de jogada desleal. O primeiro tempo terminaria com a igualdade no placar.

A etapa complementar começou e o Delta pulou na frente do placar. Salsicha tabelou com Gilmar que bateu sem chances para o goleiro adversário, era o vira-vira Aurinegro. O jogo ganhou em dramaticidade, o Engenhão não estava disposto a se entregar, o time criou chances claras, mas Barão estava inspirado e foi uma barreira.

O golpe de misericórdia foi aplicado quando Glaysson lançou Douglas na esquerda. O atacante fez grande jogada e tocou para Gilmar soltar a bomba e fazer 3x1 no placar. Minutos depois, Barão fez um milagre ao defender um chute a queima roupa após rebote de uma cobrança de falta. O lance foi comemorado como um gol pelos jogadores do Delta.

O Engenhão não incomodaria mais, o Delta sobre prender o jogo até o apito final, em uma jogada de Jean, Aurélio desperdiçou a chance do quarto gol. Com a vitória o Delta respira e sobe para a zona de classificação. O Aurinegro ocupa a oitava posição.

Nota: Ricardo foi covardemente agredido pelo atacante do Engenhão. O capitão Aurinegro teve um inchaço no tornozelo e foi submetido a exames médicos logo após a partida. Todo o grupo torce pela recuperação de Ricardo e espera que ele possa voltar o mais rápido possível ao time.