Delta vence duelo de Aurinegros (Bruno Chumbinho 15/03/09)

Delta e Peñarol fizeram uma partida bastante equilibrada no confronto dos Aurinegros. Melhor para o Delta que conseguiu a virada e manteve aproveitamento total das partidas em 2009.

O jogo começou bastante truncado no meio de campo e as equipes pouco assustaram os goleiros nos primeiros minutos. O Peñarol mostrava um bom entrosamento, já o Delta ainda apresentava algumas deficiências na troca de passes.

A melhor chance do Delta no primeiro tempo ocorreu após troca de passes dentro da área. Kazu tocou para Jean, que tinha condições de finalizar, mas passou para Aurélio, o chute foi defendido pelo goleiro do Peñarol. Quando já se esperava um primeiro tempo sem gols o Delta falhou na saída de bola e o Peñarol abril o placar com um chute cruzado da entrada da grande área.

Mas o segundo tempo seria de muita felicidade para a grande torcida do Delta. Com um melhor posicionamento, o time não deu espaços ao Peñarol e passou a mandar na partida. O empate saiu logo aos 6 minutos. Salsicha cobrou falta, a bola desviou na barreira e morreu no fundo das redes do Peñarol.

O Delta seguiu em cima, a entrada de Luiz Claudio aumentou a mobilidade do meio de campo do Delta e foi dele a assistência para Kazu marcar e desempatar o jogo.

O Delta continuou a criar e a perder chances. O Peñarol já não tinha o mesmo ímpeto do primeiro tempo, ainda assim criava algumas chances. Em um contra-ataque, iniciado por uma rebatida de Froes, Salsicha ficou livre para marcar o terceiro gol do Delta e decretar números finais ao confronto.

Jean ainda seria expulso por reclamação, mas desta vez, mesmo com um jogador a menos, o Delta soube cadenciar a partida até o apito final.


Delta e Minas: 8 gols, 2 viradas e empate no final (Bruno Chumbinho 22/03/09)

Delta e Minas fizeram um grande jogo com 8 gols no Minas Country. O Delta saiu na frente, tomou a virada, depois (de maneira espetacular) virou o jogo e no final cedeu o empate.

As dimensões reduzidas do campo do Country fizeram que o jogo fosse de muito contato. O time local começou com mais posse de bola e parecia querer encular o Delta. Mas a equipe Aurinegra estava bem postada e não dava espaços para as finalizações do Minas. Em um contra-ataque Aurélio lançou Salsicha que driblou seu marcador e sofreu o penalte. Na cobrança o próprio Salsicha abriu o placar.

O Minas não sentiu o golpe e continuou a atacar o Delta. Em cruzamento da esquerda, o avante da equipe local empataria de cabeça. O Aurinegro se desestruturou e, em apenas 5 minutos, levou mais dois gols. Terminava o primeiro tempo com o time da casa com boa vantagem, 3x1.

Os torcedores presentes no estádio foram agraciados no segundo tempo com uma das viradas mais espetaculares do Delta. O Minas, excessivamente confiante, passou a jogar de maneira displicente. O Aurinegro cresceu e logo descontou com Geisiel. O gol pôs fogo no jogo, e Geisiel queria mostrar sua importância nos momentos mais críticos. Com muita raça ele empatou a partida, 3x3.

Era a vez do Minas sentir o golpe. O Delta partia para cima e mandava no jogo. Surge então o gol mais bonito da partida: Geisiel recebe, dribla e acerta um chute no ângulo do goleiro do Minas, a bola ainda bate, caprichosamente, na trave antes de entrar. O jogo caminhava para o fim, o Delta estava prestes a fazer história. Mas uma jogada já desenhada e já executada anteriormente na partida, a bola enfiada no meio da defesa, o Minas empatou e deu números finais ao embate.

As duas equipes demonstraram potencial para brigar por postos altos na Copa Green 2009.